PASSARINHANDO COM AMIGOS EM TERENOS - MATO GROSSO DO SUL

Cabeça-seca – Wood Stork (Mycteria americana) e Colhereiro – Roseate Spoonbill (Platalea ajaja)


Na semana passada recebi a ligação de um amigo, seu nome é Leonardo Duarte, uma pessoa bastante atarefada mas, assim como eu, encantado pela natureza. Em sua ligação ele me convida de forma simples: 

- “Vamos ver os Caboclinhos?”.

Bem, era uma segunda-feira de uma semana lotada, com um feriado na sexta-feira em comemoração ao dia do Servidor Público. Falei que só poderia na sexta-feira e ele topou. Convidei também o Carlão e o ponto de encontro foi na casa dele. Fomos bem cedinho para o município vizinho de Campo Grande chamado Terenos, numa localidade que fica a aproximadamente 10 minutos de carro do centro da Capital, onde é possível avistar com facilidade várias espécies de Sporophilas, dentre elas mais de 07 espécies de Caboclinhos. 

Foi muito legal, como o Léo estava bastante atarefado em seu escritório só pode ficar conosco uma hora e meia, porém, foi o suficiente para vermos algumas das espécies de caboclinhos que convivem por lá e ainda batermos mais um lifer ele e eu, o Caboclinho-de-papo-escuro - Dark-throated Seedeater (S. ruficollis). Eu ainda consegui mais um, o Irré – Swainson´s Flycatcher (Myiarchus swainsoni).


Caboclinho-de-papo-escuro - Dark-throated Seedeater (S. ruficollis)

Observamos também o Caboclinho-de-barriga-vermelha – Tawny-beliied Seedeater (S. Hypoxantha) e também a variação Uruguaya desta espécie, o Caboclinho-de-chapéu-cinzento – Chestnut Seedeater (S. cinnamomea), o Caboclinho –  Copper Seedeater (S. bouvreuil); o Caboclinho-branco – Pearly-beliied Seedeater (S. pileata), o Caboclinho-de-papo-branco – Marsh Seedeater (S. palustres), o Coleirinho – Double-collared Seedeater (S. caerulescens), dentre outras espécies.

Foi uma ótima manhã com amigos, boas conversas, as aves e um Tereré gelado que não falta quando o Carlão tá no grupo.

No outro dia fomos novamente para Terenos/MS em um grupo maior, onde estávamos o Victor Nascimento (Vitinho Birdwatching), Helder Brandão, Renato Sproesser, Carlos Iracy (Carlão), Fabyano Costa e eu. 


Caboclinho-de-barriga-vermelha – Tawny-beliied Seedeater (S. Hypoxantha)

A missão era ver os caboclinhos e o Galito – Cock-tailed Tyrant (Alectrurus tricolor), esse ultimo que não apareceu. Entretanto, tivemos um verdadeiro show da Saña-carijo – Ash-throated Cracke (Porzana albicollis), que não se fez de tímida aparecendo e acasalando em nossa presença.

Outra ave que há algum tempo eu vinha procurando apareceu por lá o Filipe – Bran-colored Flycatcher (Myiophobus fasciatus). Esse foi meu lifer do dia. Avistamos também o Encontro – Variable Oriole (Icterus pyrrhopterus), a Guaracava-grande – Large Elaenia (Elaenia spectabilis), o Coleiro-do-Brejo – Rusty-collared Seedeater (Sporophila collaris) e todos os sporophilas mencionados anteriormente, o Pato-do-mato – Muscovy Duck (Cairina moschata) , o Tipio – Grassland Yellow-finch (Sicalis luteola) e um bando de aves pernaltas composto por Garça-branca-grande –  Great Egret (Ardea alba), Cabeça-seca – Wood Stork (Mycteria americana) e Colhereiro – Roseate Spoonbill (Platalea ajaja), dentre outras aves.


Saña-carijo – Ash-throated Cracke (Porzana albicollis)

Para mim o ponto alto, além das Sanãs desavergonhadas, foi ver esse bando colhereiros e cabeças-secas, muito emocionante vê-los voando de uma lagoa para outra (foto do inicio). 







Em pé da esquerda para direits (kkk): 
Renato, Fabyano, Geancarlo, Vitinho, Carlão e Helder.
Foto: Victor Nascimento (Vitinho)
Obs: A foto foi tirada pelo mourão da cerca com a máquina do Vitinho (kkkk)



Essas duas passarinhadas para mim foram revigorantes, pois estar na natureza nos enche de energia positiva.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PORTO MURTINHO-MS: PASSARINHANDO NO CHACO BRASILEIRO

CATURRITA - Myiopsitta monachus (Monk Parakeet)

BACURAU-CHINTÃ - Hydropsalis parvula (Little Nightjar)